Cuidados ao ter ao fazer um piercing

O uso de piercings como adorno corporal nem sempre foi bem visto pela sociedade contemporânea. No entanto, esta moda tem vindo a conquistar todos aqueles que pretender marcar pela diferença e que pretendem ter uma marca pessoal e única, diferente do que é considerado “normal”. Apesar de ser ainda um tema controverso, a discriminação sobre estes adornos está a diminuir. Antes, associava-se os piercings a um estilo mais alternativo, mas nos dias que correm os piercings já fazem parte de qualquer estilo, pois são usados como complementos aos mesmos. Desde os mais excêntricos aos mais delicados, este adorno tem como função embelezar o rosto e/ou corpo. É possível fazer piercings em muitas zonas no corpo, desde as zonas mais tradicionais como por exemplo as orelhas, às zonas mais originais como por exemplo a língua ou umbigo, entre tantas outras. O que é que todos estes piercings têm em comum? Independentemente da zona escolhida, é preciso ter cuidados redobrados para que este não infete ou crie algum tipo de irritação na pele, ou até mesmo alergias. 

O primeiro cuidado a ter é garantir que quem lhe vai fazer um piercing é um profissional qualificado para tal, e que apenas usa materiais esterilizados. Deve-se ter muito cuidado quando se coloca um piercing novo, os primeiros 6 meses são muito importantes, no entanto o primeiro mês é crucial e exige uma maior e especial atenção. Assim que colocamos um piercing é natural que a zona escolhida apresente vermelhidão e, por vezes, algum inchaço e incomodo. Por muito tentador que seja, é de se evitar mexer no piercing ou fazer qualquer tipo de pressão. Dependendo na zona escolhida, é de se evitar roupas apertadas na zona furada, ter atenção à posição como dorme para evitar fazer pressões desnecessárias. Ter atenção também ao uso de produtos químicos e evitar o contacto dos mesmos com o piercing. Se o piercing for em zonas exteriores (orelhas, sobrancelha, umbigo, etc) devemos manter a zona o mais limpa e seca possível para facilitar a cicatrização. Para fazer a limpeza diária não se esqueça de lavar bem as suas mãos antes, visto serem zonas que contêm muitas bactérias, e em seguida utilizar uma gaze ou cotonete para proceder à limpeza da zona ferida (2-3x por dia). Caso o piercing seja numa zona mais húmida (boca), é importante bochechar com água e sal grosso para uma maior desinfeção e evitar alimentos quentes, principalmente durante a primeira semana. O tempo de cicatrização varia consoante a zona e o tratamento, antes de “brincar” e mexer no seu piercing questione o seu profissional sobre mais ou menos quanto tempo pode levar a sua cicatrização. Caso sinta que o seu piercing está a infetar ou que algo não está bem, a primeira coisa que deve fazer é entrar em contacto com o profissional que o fez e nunca tomar medidas por vontade própria sem o consultar, pois poderá prejudicar a inflamação. Lembre- se que cada caso é um caso, e o que pode ter ajudado um amigo seu a ultrapassar uma inflamação pode não ser o mais indicado para si.

Decidir colocar um piercing novo é o mais fácil, o mais difícil é manter os cuidados necessários para que este não lhe dê quaisquer problemas. Existem zonas mais fáceis, mas também existem zonas que requerem muita atenção e cuidado pois poderão trazer-lhe graves problemas e infeções quando maltratadas. Seja responsável, cumpra todas as indicações e disfrute do seu novo adorno!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *